A nobre simplicidade do Rito Romano

A nobre simplicidade do Rito Romano

Liturgia
Ferramentas
Tipografia
  • Menor Pequena Médio Grande Extra grande
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Diferente da tradição litúrgica oriental, que possui uma liturgia riquíssima em elementos simbólicos e místicos, a liturgia latina é distinta por uma sobriedade em todos os seus elementos. A Liturgia

Latina possui um cerimonial riquíssimo, mas é pragmática. Isto é fruto da cultura latina, diferente da oriental, desde o princípio do desenvolvimento orgânico da Liturgia.

Esta diferença entre os Ritos Latinos e Orientais de maneira nenhuma exalta um ou outro. São apenas dois Ritos diferentes, formados por culturas diferentes. O latino encontra sua máxima expressão no Rito Romano codificado por S. Pio V, conhecido popularmente como Missa Tridentina.

O oriental, por sua vez, tem seu destaque na Divina Liturgia de S. João Crisóstomo (e de S. Basílio Magno). Uma breve análise destes dois textos litúrgicos imediatamente mostra que são textos extremamente diferentes entre si, no entanto ambos possuem riqueza e beleza inestimáveis e se caracterizam como puro e santo culto a Deus. Isto é mais uma prova da catolicidade (universalidade) da Igreja.
Na Constituição Sacrossanctum Concilium, do Concílio Vaticano II, diz-se: “Brilhem os ritos pela sua nobre simplicidade” (art 34)

Foi a mentalidade da cultura católica romana que gerou a nobre simplicidade do Rito Romano. Não há muitos ritos etéreos com significados puramente místicos, não há muita pompa nem exuberância, não há muitas repetições e cerimônias sem um objetivo claro, apenas simbólico. Mesmo assim, o Rito é sacro, é santo, é profundo, é majestoso e rico de símbolos, em sua simplicidade.

Os maiores inimigos da Nobre Simplicidade do Rito Romano
Diferente do que muitos podem pensar, não são os que desejam o rito com pompas e mais exuberância que são os maiores adversários da “nobre simplicidade”, mas os pauperistas.

Os pauperistas querem reduzir o Rito a algo simplesmente material, sem significado ou símbolo, sem profundidade, sem obediência à Tradição litúrgica nem às rubricas, e sem qualquer nobreza. Querem reduzir a riqueza do rito à pobreza do materialismo.

Comments (0)

There are no comments posted here yet

Leave your comments

  1. Posting comment as a guest. Sign up or login to your account.
Attachments (0 / 3)
Share Your Location